Casa de Acolhida para a Terceira Idade  é reinaugurada em Nova Iguaçu

“Eu vivia sozinha, numa situação muito difícil. Aqui, fui recebida com muito carinho e amor. Me sinto em casa, pois estou muito bem amparada e protegida. Não falta nada para mim”. As palavras de agradecimento são de Maria Marcelina Alves Bispo, 77 anos, uma das moradoras da Casa de Acolhida para a Terceira Idade (CATI) Dourados Laranjais, da Prefeitura de Nova Iguaçu. Ontem (29), o espaço localizado no bairro Caioaba, na Rua Sá Rego, foi reinaugurado após passar por reforma e ampliação.

A CATI, antes das obras, tinha dois quartos com capacidade para atender 10 idosos, mas estava acomodando 15. A casa, agora, conta com seis dormitórios, sendo três masculinos e três femininos, para 30 vagas permanentes e outras três de pernoite, quando o idoso fica apenas por um tempo determinado por estar em situação emergencial, sem residir no espaço. Há ainda quatro banheiros, uma dispensa para armazenar alimentos, sala de estar, refeitório e Academia da Terceira Idade.

Alziro Xavier/PMNI

“A expectativa de vida do brasileiro está crescendo, em alguns anos teremos mais idosos do que jovens. Por isso, é fundamental desenvolvermos políticas públicas voltadas para a terceira idade”, disse o prefeito Rogerio Lisboa durante a cerimônia de reinauguração do CATI. “Esta casa está muito mais moderna, humanizada e totalmente adaptada, pensando no conforto dos nossos idosos. A gente percebe o quanto este equipamento faz diferença na vida deles.

A secretária municipal de Assistência Social, Elaine Medeiros, explicou que os idosos acolhidos pela CATI têm uma rotina organizada de forma a mantê-los ativos. Eles recebem diariamente cinco refeições, participam de atividades, fazem passeios pelo bairro e contam com atendimento médico sempre que necessário.

Alziro Xavier/PMNI

“A CATI acolhe idosos em situação de vulnerabilidade social, abandono, vítimas de violência e que estejam sobre medida protetiva. Estamos dando dignidade a eles. Com esta reforma e a ampliação do espaço, poderemos atender mais pessoas”, comemora Elaine.

Fundada em dezembro de 2015, a CATI recebe idosos encaminhados pelo Ministério Público ou diretamente por equipamentos da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), como o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Centro de Referência Especial para Pessoa em Situação de Rua (Centro Pop).

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.