Defesa Civil de Nova Iguaçu faz Simulado de Emergência nas escolas

Mais de nove mil alunos e profissionais de 18 escolas municipais de Nova Iguaçu participaram dos exercícios simulados de desocupação de emergência realizado pela Defesa Civil da cidade, nesta sexta-feira (29).  A ação, que faz parte do projeto ‘Escolas Seguras:  Desenvolvendo a Resiliência Através da Educação’ e acontece no Dia Estadual para Redução de Risco de Desastres, alcançou um novo recorde, já que na mesma data do ano passado, contou com a participação de pouco mais de sete mil pessoas. O projeto existe desde 2017 e no próximo ano a estimativa é alcançar mais dez unidades.

O exercício tem como objetivo desenvolver a capacidade de resiliência e redução do risco de desastres nas unidades de ensino da rede municipal de educação, assim como em toda cidade.

Diego Valdevino / PMNI

“Queremos no próximo ano, no dia alusivo ao Dia Estadual para Redução de Risco de Desastres, chegar a 15 mil pessoas participando. É o nosso desafio. Essas escolas foram treinadas e capacitadas, tanto que a média de evacuação das unidades foi de pouco mais de três minutos. Eles deixam o local de forma pacífica e ordenada. Os alunos já aprenderam a fazer pluviômetro, receberam noções sobre riscos de deslizamento de terra, conheceram os órgãos de segurança da Prefeitura e os Bombeiros, assim como acioná-los. Eles desenvolveram a percepção de risco e fomentam a ideia da segurança. Esse simulado nas escolas é o maior da história da cidade e do estado”, afirmou o secretário municipal de Defesa Civil, tenente-coronel Jorge Ribeiro Lopes.

Coordenador estadual da Defesa Civil na Baixada Fluminense, Samir Batista, destacou que o projeto também teve a participação de crianças com deficiência.

Diego Valdevino / PMNI

“O tratamento para pessoas com deficiência é diferenciado. Temos que ter uma outra forma de abordagem. Por isso, a importância da capacitação dos professores neste projeto. Estamos pensando nas próximas gerações, para que elas aprendam sobre prevenção de um desastre e como agir nesses casos. Nova Iguaçu é o município referência, pois foi a cidade da Baixada que mais mobilizou estudantes e escolas neste dia estadual de para redução de risco de desastre”, afirmou o coordenador da Defesa Civil.

De acordo com a secretária de Educação, Maria Virgínia Andrade, os alunos vão se tornar grandes multiplicadores.

Diego Valdevino / PMNI

“Estamos deixando um legado para nossos alunos, pois é muito importante eles terem conhecimentos básicos sobre prevenção de acidentes. Eles vão se tornar multiplicadores em nossas comunidades. A resiliência vai continuar sendo trabalhada em nossas escolas”, garantiu.

Diego Valdevino / PMNI

Aluno do 7º ano da Escola Municipal Leonel de Moura Brizola, em Austin, André Luís Correia de Oliveira, de 15 anos, enfatizou que o exercício simulado o ajudou a escolher sua futura profissão.

“Quero seguir a carreira militar, pois quero ser um grande um bombeiro para poder ajudar as pessoas. Agora vou ensinar meus pais e meus irmãos gêmeos, de 6 anos, em como usar um extintor e como se deve deixar a escola em caso de incêndio, sem correria e com ordem”, disse o jovem.

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.