Beija-Flor encerra primeira noite do grupo especial com forte mensagem contra o racismo

A Beija-Flor fez um lindo espetáculo encerrando a primeira noite de desfiles do grupo especial do Carnaval do Rio de Janeiro. A azul e branca de Nilópolis entrou na Marquês de Sapucaí enaltecendo o povo preto e celebrando a história que ficou escondida pelos colonizadores europeus com o samba-enredo “Empretecer o pensamento é ouvir a voz da Beija-Flor”.

Sempre dando um show na avenida e considerada uma das maiores porta-bandeiras do carnaval carioca, Selminha Sorriso inovou ao desfilar careca, uma referência a fantasia que representava uma deusa egípcia. Comemorando 30 anos defendendo a escola, a porta-bandeira passou por horas de maquiagem para esconder os cabelos cacheados. Tudo em nome da Beija-Flor!

O deputado federal Dr.Luizinho, o pai Luiz Antônio e o filho Lipe, também desfilaram pela soberana de Nilópolis, como mostra o registro na concentração ao lado de Neguinho da Beija-Flor.

Fotos: Douglas Shineidr e Rodrigo Gorosito

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.