Decoração de Natal em residência de Nova Iguaçu encanta crianças e adultos

Todo dezembro o fluxo de pessoas circulando pela rua Waldete Charmom do Carmo Lima, bairro Monte Líbano, em Nova Iguaçu, aumenta de forma expressiva. São crianças, adolescentes, adultos e idosos que ficam encantados e com os olhos brilhando com a beleza da decoração de Natal da casa de número 62. Pelo décimo quinto ano consecutivo, a advogada, artesã, defensora da natureza e apaixonada pelo Natal, Bernardete Goulart, cria esculturas com material reciclável para tornar o Natal da população da Baixada Fluminense mais encantador, mágico e feliz.
“É prazeroso observar as pessoas tirando fotos, admirando meu trabalho. Posso dizer que me sinto motivada a produzir mais peças e, claro, contribuir para a preservação do meio  ambiente e resgatar o espírito natalino”, destaca a artesã. Bernardete Goulart se planeja para a produção das esculturas. O trabalho artesanal começou em março para que as esculturas estivessem expostas na calçada da residência a partir do dia 30 de novembro. As esculturas maiores levam cerca de 20 dias para serem finalizadas.
Bernardete disse que a novidade esse ano são a bicicleta dourada, bolas decorativas feitas com garrafas pet, bolas de pilates, balãozinho feito de garrafa de água mineral. Empenhada em tornar o mundo melhor, Bernadete faz uma espécie de poupança para a manutenção das esculturas como, por exemplo, pinturas, acabamentos e iluminação que ficam em média R$ 3 mil. Com a iniciativa da artesã, o ambiente é poupado de receber em média 3 mil garrafas pet. Toda dedicação à natureza e ao Natal já resultou em vitórias ao participar de concursos de decoração natalina. “Eu venci em primeiro  lugar, em 2010, e o segundo lugar, em 2011, os concursos de decoração de natal mais bonita, promovidos  pela prefeitura de Nova Iguaçu”, destaca.
A neve que Bernardete faz cair em Nova Iguaçu, desde o Natal de 2021, em pleno dezembro, também está na programação. A artesã explica como vai nevar na Baixada Fluminense. “A neve é produzida por uma máquina com produto específico que libera flocos imitando a neve”, conta. Ela destaca que observar o sorriso das crianças, a felicidade das pessoas carentes que, muitas vezes, não têm condições de pagar para tirar uma foto com Papai Noel, por exemplo, proporciona a ela uma sensação de felicidade e de amor ao próximo.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.