Deputado estadual pelo PSL,  Gil Vianna morre de Covid-19

O deputado estadual Gil Vianna (PSL) morreu por complicações decorrentes de covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Ele tinha 54 anos e estava internado há oito dias em um hospital particular de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense.

A Assembleia Legislativa do estado do Rio (Alerj) decretou luto, com a suspensão das atividades parlamentares por três dias.

Na tarde desta terça-feira, durante a sessão virtual da Casa Legislativa, os deputados fizeram um minuto de silêncio pela morte do vereador Jorginho da SOS, e por todas as vítimas da covid-19.

“Meus amigos, infelizmente, perdemos o Gil Vianna, nosso companheiro. É com muita tristeza que recebi a notícia de seu falecimento, em decorrência dessa doença perversa que é o novo coronavírus. No dia 6 de maio, ele nos relatou que estava sentindo os sintomas da covid-19, logo em seguida fez uma tomografia e estava bem, sem apresentar problemas. No dia seguinte, fez o exame e testou positivo para a doença. Na segunda-feira, dia 11, ele foi internado num hospital em Campos, seu quadro vinha se mantendo estável. Quatro dias depois, entrou no CTI até que, na noite desta terça-feira, ele não resistiu.Toda minha solidariedade à família do Gil e de todas as vítimas da covid-19, neste momento de profunda dor e tristeza. Faremos uma homenagem a ele na abertura da sessão virtual, nesta quarta-feira, e depois vamos paralisar as atividades em luto oficial de três dias”, disse o presidente da Casa, André Ceciliano.

Vianna estava em seu primeiro mandato como deputado estadual, tendo sido eleito em 2018 com 28.636 votos. Policial militar reformado, iniciou carreira política há 12 anos como vereador em Campos.

O diretório estadual do PSL-RJ emitiu nota lamentando profundamente a morte do parlamentar em decorrência da Covid-19. “Gil, que era nosso pré-candidato à prefeitura de Campos, fez carreira na Polícia Militar e no Exército Brasileiro. Tinha 54 anos e deixa viúva e filhos. Nossos mais sinceros sentimentos a eles. O PSL RJ está de luto”, disse o deputado federal Gurgel Soares, presidente estadual do PSL-RJ

Quem deve assumir a vaga na Alerj, é o vice-prefeito de Saquarema, Pedro Ricardo. Médico, 37 anos, Pedro Ricardo obteve 22.006 votos. Pedro Ricardo é filho do ex-prefeito Dr. João, atual secretário de Saúde do município.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.