Governo começa a entregar cestas  básicas do Mutirão Humanitário

A partir desta quinta-feira (9), o Governo do Estado começa a entrega das primeiras 60 mil cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social durante o período de isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus. Os primeiros beneficiados do Mutirão Humanitário serão moradores de Queimados e Itaboraí que possuem Cadastro Único (CadÚnico), base de dados para o Bolsa Família.

 Nas próximas semanas, quase um milhão de cestas devem ser entregues a 2,5 milhões de pessoas na capital, Baixada Fluminense, São Gonçalo e Itaboraí. As cestas contêm alimentos e material de higiene e limpeza, importantes para a prevenção do Covid-19.

 “Essa é uma ação emergencial, porque a fome não espera e as pessoas precisam ter acesso a produtos de limpeza para se protegerem do vírus. Estamos fazendo nossa parte, mantendo as pessoas em casa e expandindo a rede de Saúde estadual para atender a todos. Juntos, vamos vencer essa pandemia”, disse o governador Wilson Witzel.

 Terão prioridade famílias em situação de extrema pobreza (com renda mensal de até R$ 89/pessoa), de pobreza (R$ 178/pessoa) e de baixa renda (até meio salário mínimo) na primeira fase da distribuição. Grande parte dessas famílias são chefiadas por mulheres.

Como receber a cesta

Para evitar aglomerações, a entrega das cestas será feita via agendamento prévio, que será divulgado pelo Governo do Estado por telefone. As famílias com perfil atualizado no CadÚnico receberão duas mensagens por SMS: a primeira, informará que a pessoa tem direito à cesta básica; a segunda mensagem enviará um código eletrônico, o QRCode, e o número da cesta, informando dia, hora e local para ir buscar o benefício. O objetivo é evitar aglomerações.

 “Usamos a tecnologia para produzir um estudo que nos mostre o número de pessoas em relação a quantidade de equipamentos públicos de cada local. Estamos tendo o cuidado de articular toda a distribuição para que não haja aglomerações. Por isso, vamos especificar o dia, horário e local para cada beneficiário”, explica o vice-governador Claudio Castro. 

 O calendário de distribuição das cestas básicas vai ser divulgado nos canais oficiais do Governo do Estado do Rio e na imprensa.  A navegação neste site será gratuita, não consome pacote de dados da população e não necessita de uma rede wi-fi.

 Já aquelas pessoas que não costumam usar a internet podem validar seus dados e receber o cupom impresso nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Quem vive em isolamento social, como idosos, será atendido por assistentes sociais ou agentes comunitários de saúde dos municípios.

 Só receberá a cesta básica quem estiver com o cupom contendo número da cesta, data, hora e local de entrega. O beneficiário terá que levar ao posto de distribuição, obrigatoriamente, o cupom e um documento de identificação com foto. Cada pessoa pode ir com um acompanhante somente para a retirada da cesta. A ideia é evitar aglomerações nos postos de entrega.

 Logística da entrega

 As secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSODH), de Governo, de Educação, de Polícia Militar, de Defesa Civil, além da Fundação Leão XIII e do Detran-RJ estarão envolvidas na distribuição das cestas básicas, em parceria com as prefeituras locais. A central de distribuição das cestas básicas fica no Riocentro. Já os beneficiários vão retirar as cestas em equipamentos públicos como escolas, Faetec’s, Cras, vilas olímpicas e equipamentos culturais.

 As primeiras cestas básicas foram compradas com recursos próprios do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDSODH) e da Fundação Leão XIII, no valor aproximado de R$ 23 milhões. Mas, nesta primeira fase, o custo das cestas é estimado em R$ 100 milhões. Para complementar os recursos necessários, o governo está incentivando a criação de um fundo privado, para receber doações da sociedade civil e empresas.

 Pessoas físicas ou jurídicas poderão doar qualquer quantia para o fundo, que terá recursos destinados a itens da cesta básica. A conta bancária para doações será divulgada pelo site do IDG (www.idg.org.br).

 Já a consulta dos beneficiários pode ser feita pelo site mutiraohumanitario.com.br

17 comentários sobre “Governo começa a entregar cestas básicas do Mutirão Humanitário

  1. Eu quero saber quando q são Gonçalo vai receber a Cesta? Eu tenho o bolsa família é o meu cadastro está atualizado.

  2. Eu tenho bolsa família já entrei no sate só dá inválido fui no CRAS eles falou que vai chegar SMS até agora nada assistência social falou que tô na segunda etapa mas tem pessoas recebendo sem tá no carrasco único

  3. sou idoso e somente soube desta entrega hoje dia 6 de maio as 17 horas quando visitado por meu filho. não pude me deslocar ao local marcado pois a informação veio porque um amigo dele comentou em seu trabalho. preciso desta cesta , como devo proceder para reagendar a retirada ou buscar em outro lugar. independente disso irei ao local amanha dia 7 para ver se posso resolver . pode me ajudar!!

  4. Estava marcado pegar minha cesta ontem dia 10 local marcado já fechada estou desde ontem código não consigo ficar aqui sozinho a gente liga para lá nada resolve eu quero saber como que eu pego a minha cexta agora

  5. Eu preciso muito dessa cesta pois sou mãe e pai dos meus filhos se vc acha que devo receber vou agradecer muito se não poder eu agradeço também da mesma forma desde de já agradeço

  6. Não estou incluída nesta primeira fase.Gostaria de saber se vai ter uma próxima fase de entregas?,tenho bolsa família e qnd coloco meu nis da erro.

  7. Moro em nova parnamirim e gostaria de saber onde e quando e o que preciso fazer para recebber essa cexta básica.
    Visto que preciso e tenho direito a receber.

  8. Boa noite. Gostaria muito de ter uma possibilidade de receber essa Cesta Básica. Pois sou baixa renda, e mãe solteira. Agradeço desde já. Que Deus abençoe e multiplique, a todos nós do bem e as pessoas também do bem. Que em momentos estreitos e inesperados. Que Deus abençoe ricamente, todos e todas as pessoas do bem.

  9. Gostaria muito receber essas cestas estou desempregada sou otonoma. Gostaria muito ser negociada com as cestas agradeço des já Deus abençoe

  10. Nunca consigui nada foi um sacrifício receber 1 parcela do auxilio cortaram cesta basica não consigui pegar minha filha tem 2 criancas desempregada seu marido ficou também nunca consegui nada

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.