Nova Iguaçu inicia projeto “Arte Urbana” para combater propagandas irregulares nos muros da cidade

A poluição visual está com os dias contados em Nova Iguaçu. Com o projeto de revitalização “Arte Urbana”, a Prefeitura começou, nesta segunda-feira (26), a cobrir com arte as publicidades irregulares que existem na cidade. 

Uma equipe da Secretaria Municipal de Cultura começou a colorir muros às margens da Via Light, um dos principais pontos do município. A manutenção dessas pinturas será feita de forma contínua de segunda a sexta-feira.

“Apesar da grande quantidade de obras que estão sendo feitas, como ciclovias, viadutos, praças, alargamentos de faixas, a cidade continua poluída com propagandas irregulares e pichações. Criamos uma equipe de arte urbana para coibir e revitalizar esses espaços. Vamos pintar e, em alguns pontos, grafitar. Não vamos permitir que usem publicidades em qualquer lugar. Será uma política de tolerância zero”, afirmou o secretário de Cultura de Nova Iguaçu, Marcus Monteiro.

Após a revitalização na Via Light, o serviço será feito na Avenida Bernardino de Melo, Avenida Marechal Floriano Peixoto, entre outras ruas do Centro, em seguida em diversos bairros, como Austin, Miguel Couto, Vila de Cava, Comendador Soares, entre outros.

Branco, azul e laranja. Estão sendo usadas cores tradicionais de Nova Iguaçu para cobrir as propagandas nos muros. Em alguns muros, serão feitos grafites baseados na história de Nova Iguaçu, como os ciclos do café e da laranja. Além de embelezar as ruas do município, a ideia também é estimular o surgimento de novos artistas. 

“Uma cidade que está recebendo tanta obra de infraestrutura não pode ficar degradada com tanto muro com pichações e propagandas irregulares. Isso reflete negativamente. Queremos e vamos mudar esse cenário”, enfatizou o prefeito de Nova Iguaçu, Rogerio Lisboa.

Os autores das propagandas irregulares serão notificados e multados, podendo ter o alvará cassado. A multa aos infratores será dada pela Secretaria de Urbanismo com apoio da Subsecretaria de Controle Urbano. Atualmente, as publicidades encontradas com mais frequência são as de planos funerais e de despachantes.

O crescimento descontrolado nas últimas décadas tem descaracterizado a identidade dos locais, como a arquitetura original e patrimônio histórico cultural.

Comerciante na Via Light há duas décadas, Frank da Silva Santos, de 39 anos, disse que a ação vai valorizar mais o Centro e deixar a região mais limpa e agradável.

“A rua fica mais bonita, mais leve, sem aquelas sujeiras na parede e valoriza até mais as lojas, atraindo mais clientes. Essas propagandas emporcalham a cidade”, comentou o empresário.

Fotos: Renato Fonseca

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.