Nova Iguaçu vai levar atendimento médico a todas as escolas municipais
O prefeito Rogerio Lisboa, o secretário de Saúde Manoel Barreto e a secretária de Educação Maria Virgínia Andrade Rocha
Fotos: Alziro Xavier/PMNI

A Prefeitura de Nova Iguaçu vai iniciar na próxima semana o programa “Rede Saedas – Proteção Integral à Criança e ao Adolescente”. A ação vai levar atendimento médico e assistência social a todos os alunos da rede municipal de Educação. Cinco ônibus equipados com consultórios irão percorrer, a partir do dia 16 de setembro, os bairros da cidade para atender as escolas municipais da localidade. O anúncio foi feito no último sábado (7) pelo prefeito Rogerio Lisboa, durante o desfile cívico realizado no Paço Municipal em celebração ao Dia da Independência.

Segundo o prefeito, a intenção é que cada unidade escolar receba os serviços dos ônibus duas vezes ao ano. Serão oferecidos aos estudantes atendimento pediátrico e regularização das carteiras de vacinação. Alunos que apresentarem dificuldade visual serão encaminhados a consulta oftalmológica e irão receber óculos.

Os ônibus equipados com consultórios irão percorrer as escolas municipais
Fotos: Alziro Xavier/PMNI

“Teremos ainda atendimento psicológico para nossas crianças e adolescentes. Este será o maior programa de saúde na escola do país. Nenhuma cidade do Brasil tem um programa tão amplo quanto este que estamos lançando”, disse o prefeito.

A rede municipal conta com aproximadamente 65 mil estudantes espalhados por 141 escolas. Segundo a secretária municipal de Educação, Maria Virgínia Andrade Rocha, todas as unidades serão visitadas em até 130 dias. “Nossa meta é atender a todos os nossos alunos. Vamos começar já na próxima segunda-feira pelo bairro Jardim Nova Era”, revelou a secretária.

O secretário municipal de Saúde, Manoel Barreto, explicou que, quando necessário, os estudantes poderão ser encaminhados à regulação de exames e a retaguarda nos postos de saúde para atendimento ambulatorial. “Haverá ainda dinâmicas com psicólogos que abordarão, de forma lúdica, as principais questões que podem afetar o desenvolvimento psicológico de nossas crianças e adolescentes. Para isto, teremos ainda um polo fixo que contará com outros profissionais da área e psiquiatria”, disse Barreto.

Além das secretarias municipais de Saúde e de Educação, o programa “Rede Saedas – Proteção Integral à Criança e ao Adolescente” também envolve a Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), que irá levar oficinas, serviço de fortalecimento de vínculos e acompanhamento familiar, cadastro único e documentos civis.

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.