Secretaria de Vitimados dobra número de  atendimentos psicológicos em menos de um mês

A Secretaria de Estado de Vitimados (SEVIT) dobrou o número de atendimentos psicológicos online, passando de 300 para 656 pessoas, do início do mês de maio até quarta-feira (27). O auxílio é voltado para famílias de vítimas fatais pelo novo coronavírus, incluindo agentes de segurança pública, pacientes em recuperação que estão em isolamento social, além de idosos e pessoas em situação vulnerável diante da pandemia. O serviço começou a ser oferecido em abril.

Entre as queixas mais frequentes estão crises de ansiedade e depressão. Os relatos também incluem sintomas como insônia, oscilação de humor, irritabilidade e dificuldade de concentração. A maioria dos casos vem sendo acompanhada de forma contínua pelos profissionais.

Além do Rio de Janeiro, moradores de outros estados procuraram a pasta em busca de ajuda. São Paulo lidera o número de pedidos, seguido de Pará, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Amazonas, Bahia, Pernambuco e Goiás. No estado do Rio, há maior concentração de solicitações de atendimentos para municípios da região Sul Fluminense, como Volta Redonda, Barra Mansa e Barra do Piraí.

Para a secretária de Vitimados, Pricilla Azevedo, o número de pessoas beneficiadas dobrou principalmente pela adesão de psicólogos voluntários ao Programa de Voluntariado da Secretaria de Estado de Saúde.

“Os voluntários são responsáveis por mais de 80% dos atendimentos.  São profissionais extremamente qualificados e experientes. Só tenho a agradecer pela enorme contribuição que eles estão dando à população, com muita técnica e dedicação”, destacou Priscilla.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.