STJ afasta governador Wilson Witzel

Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou, nesta sexta-feira (28), o afastamento imediato do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). A medida faz parte da operação que investiga irregularidades na saúde. Não há pedido de prisão contra ele.

O governador e outras oito pessoas, incluindo a primeira-dama Helena Witzel, também foram denunciados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por corrupção.

As diligências foram autorizadas pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Benedito Gonçalves.

Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC, foi preso na operação. Ele foi candidato à Presidência da República em 2014 e também ao Senado em 2018.

No total, são 17 mandados de prisão, sendo seis preventivas e 11 temporárias, e 72 de busca e apreensão.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.