Câmara de Nova Iguaçu debate o combate às  fakes news e a importância da atividade física

Com muitos assuntos em discussão, a 1ª sessão plenária da Câmara Municipal de Nova Iguaçu desta semana, que aconteceu na manhã desta terça-feira (04/05), teve debates e aprovação de projetos de grande importância social. O presidente Eduardo Reina Gomes de Oliveira, Dudu Reina, elogiou a dinâmica do dia. “Discutimos sobre diversos temas, cada um manifestando seu posicionamento com respeito à opinião do colega. Precisamos avançar neste caminho, que mostra maturidade e crescimento do Poder Legislativo”, afirmou.

O presidente da Casa, vereador Dudu Reina

O cumprimento do calendário da vacinação contra a covid-19 e a gripe em Nova Iguaçu, que vem seguindo à risca a indicação do PIN (Plano de Imunização Nacional); a importância da prática de atividades físicas no processo de cura de qualquer doença; a concessão de desconto, ou isenção total, no pagamento de impostos nas casas com moradores com deficiência física ou mental; a importância do combate às fake news, entre outras pautas, estiveram no centro dos debates.

Os vereadores Claudio Haja Luz e Dr. Marcio Guerreiro tiveram dois projetos aprovados. De autoria de Haja Luz, foi votado em 2ª discussão o texto que institui a essencialidade das atividades de igrejas e templos religiosos de qualquer culto. Também em 2ª, Dr. Marcio teve aprovado projeto que reconhece como sendo essencial a prática de atividades físicas em academias e espaços públicos. Representantes do CREF, Conselho Regional de Educação Física, estiveram presentes e comemoraram a nova lei.

Em 1ª discussão, foi aprovado o projeto do vereador Jeferson Ramos que cria o Mês de Conscientização e Combate às Notícias Falsas, realizado sempre no mês de abril. “As famosas fake news são uma realidade no mundo todo e geram efeitos maléficos em toda sociedade. Precisamos discutir mais sobre isso”, disse o vereador Jeferson.

Em sua fala na tribuna, o vereador Alexandre da Padaria falou sobre seu projeto de Emenda à Lei Orgânica, que autoriza o aumento de cadeiras na Casa de 11 para 29, nas próximas eleições. “O documento está tramitando na Procuradoria, para receber parecer, e depois seguirá para a análise das Comissões Permanentes”, explicou. Segundo Alexandre, o aumento do número de vereadores em Nova Iguaçu é uma necessidade, visto a extensão territorial da cidade e suas múltiplas complexidades.

A próxima sessão está marcada para quarta-feira, às 10 horas, sempre com o cumprimento das normas sanitárias como o distanciamento social e o uso de máscaras.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.