Cristiane Lamarão deixa a Assistência Social  do Estado para se dedicar a novos projetos

Especializada em Serviço Social, Cristiane Lamarão deixou o cargo de subsecretária de Assistência Social e Direitos Humanos do Estado, na terça-feira (8) onde era responsável pelo SUAS. Foram 16 meses no cargo, incluindo interinamente o comando geral da pasta por seis meses.

Pelas redes sociais, ela agradeceu o apoio recebido e justificou a sua saída dizendo que irá se dedicar aos desafios de outros projetos sociais. Apesar dos convites recebidos por prefeitos para comandar a pasta em seus municípios, especula-se que Cristiane deverá atuar na Baixada, mas ela ainda não anunciou a sua decisão.

No curto período como interina na gestão do Estado, Cristiane deixou muitos legados. Foram inaugurados três Centros de Atendimentos a Mulher (CEAM – Queimados, Itaguaí e Natividade), a reinauguração do Núcleo de Atendimento à Criança e ao Adolescente (NACA Baixada), voltado para atenção avítimas de violência, e a inauguração do NAVIR – Núcleo de Atendimento às Vítimas de Intolerância Religiosa, além de diversos cursos de capacitação.

Programas dedicados à população em situação de vulnerabilidade também foram marcos importantes na sua gestão de Cristiane. O Projeto ‘RJ Alimenta’, por exemplo, distribuiu mais de 650 mil refeições através das unidades da Central do Brasil, Duque de Caxias e Nova Iguaçu), entre cafés da manhã, almoços e jantares.

– Para potencializar o sistema de atendimento, Assistentes Sociais e Educadores redobraram a atuação nas unidades para conversar com os beneficiados, tirar dúvidas, entender as necessidades para assim aplicá-las de forma correta e humanizada”, conforme lembra Cristiane. Ela destaca ainda que, nos últimos 30 dias, entre certidões de nascimento e registros civil, foram registradas 76 solicitações de documentação nas unidades do ‘RJ Alimenta’. 

Mais projetos

Um outro projeto, alvo de destaque, é o Abrigo Regional Teresópolis, inaugurado no mês de novembro, com objetivo de reduzir o risco de contágio dessa população idosa, grupo de risco ao contágio da COVID-19, além de disponibilização assistencial para pessoas com deficiência e em situação de rua, nas diferentes regiões do Estado do Rio. “O tempo de permanência dos idosos é o período necessário para preservar a saúde dos mesmos”, assinala Cristiane. Para isso, foram destinadas 30 vagas por unidade hoteleira.

Outro fato, considerado inédito dentro da estrutura da secretaria de Direitos Humanos, foi o lançamento e publicação da coletânea “O SUAS no Estado do Rio de Janeiro no Contexto da Covid-19”. O Sistema Único de Assistência Social – SUAS, identificou inovadoras e importantes estratégias de trabalho dos profissionais no estado, que se caracterizavam pela oferta continuada de programas e serviços, além de manutenção de instrumentos necessários à garantia e defesa dos direitos dos usuários da política de assistência social nos 92 municípios.

Todas as ações estão inseridas nos três volumes dos cadernos, os quais tornaram-se referências em qualificação para o trabalho social no Estado. A obra ganhou prefácio de Aldaíza Sposati, professora e doutora em Serviço Social, além de ser referendada pelo governo do Estado.

Ainda no último mês, Cristiane Lamarão participou de uma reunião com o governador em exercício, Claudio Castro, secretários e representantes de outros órgãos estaduais para tratar do novo plano de prevenção e contingência para desastres naturais causados pelas fortes chuvas. O objetivo foi aprimorar as ações de resposta às emergências e desastres ocorridos no estado de forma integrada e articulada com os 92 municípios fluminenses.

Ela visitou o município de Cambuci, no Noroeste Fluminense, para acompanhar de perto a situação das chuvas que causaram estragos na região. Ela doou 200 kits de limpeza para o município,além de outros 100 kits de limpeza para Itaocara, que foi outra região bastante afetada.

O futuro

Sobre seu futuro e os novos projetos, Cristiane confirmou que recebeu convites de prefeitos, mas só irá anunciar a sua decisão “no momento devido”.  Pelas redes sociais, ela agradeceu o apoio que recebeu no Estado e postou o seguinte: “Me despeço do cargo com a sensação do dever cumprido”, escreveu Cristiane.

foto Crédito: Uanderson Fernandes/SEDSODH

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.